quarta-feira, 28 de maio de 2008

Honduras "Forced Identity" / Pep Bonet




Honduras, abril 2008
A epidemia de HIV/Aids é concentrada geralmente em populações de alto risco tais como os homens que fazem sexo com homens, os trabalhadores comerciais do sexo, os prisioneiros, os Garifuna (um população afro-caribenha) no exemplo de Honduras, as crianças de rua e as "forças de segurança" de alguns lugares do mundo.

Os homossexuais hondurenhos e os transexuais são vítimas comuns do preconceito da família, da igreja, político e das polícias, excluindo-os em sua maioria deles mesmos. O número das violações de direitos humanos a gays e lésbicas está aumentando mais rapidamente do que o número das organizações que os protegem.

Em San Pedro Sula, a segunda maior cidade do país, a AIDS infectou 5.5% da população. Nos estágios primários da epidemia, os homens hondurenhos são os mais atingidos pelas infecções. Agora, as mulheres correspondem a 30% dos casos. É a causa principal da morte entre mulheres e crianças, e a segunda causa principal da hospitalização entre adultos. Muitas destas infecções são contraídas através de prostitutas que trabalham nos bordéis por todo o país.

Pep Bonet retratou transexuais que trabalham comercializando o sexo, são gays e lésbicas que vivem com o HIV e presos em cadeias.

Ver o ensaio completo em www.pepbonet.com

3 comentários:

Henry disse...

Obrigado por mais este presente de riquíssimo valor para o meu imaginário fotográfico!!!

Armando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Armando disse...

Todos agradecemos meu velho. O cara trás histórias que estão fora do alcance da mídia contemporânea e que precisam ser contadas.
Sem falar na forma que ele dá a cada trabalho.