terça-feira, 4 de março de 2008

Anjos, Sonhos, Silêncio e o Inconsciente


Uma vez que os sonhos estão ligados ao inconsciente, não há, neles, uma seqüência lógica de fatos, não estando presos às leis espaço-temporais do mundo físico. Recheados de fatos cotidianos e de impulsos inconscientes, em geral, tudo parece estranho num sonho, onde muitas vezes somos espectadores, como que vendo um filme, e noutras vezes somos os protagonistas de histórias surreais, onde tudo é possível e desejos inconscientes podem vir à tona. O sonho funciona assim, como um mediador de forças entre o consciente e o inconsciente, fazendo com que situações agradáveis possam ser mantidas e prolongadas durante o sonho, e que situações ameaçadoras possam ser interrompidas.

Arthur Monteiro

3 comentários:

Ricardo disse...

Gostei do texto, quem é o autor?

Anônimo disse...

Bela foto!

Isabela Lyrio disse...

Rapaz... !